Recado/bronca da Li. (:

Uma coisa que eu vou fazer e sei que a Moon vai me matar vai ser parar de criar histórias com personagens que vivam e passem determinada situação ou mensagem. Tipo, ok que assim as pessoas tem a maior chance de se identificar com textos e com mensagens no geral, mas eu sou o tipo de pessoa que simplesmente perde a inspiração da noite para o dia. E o que acontece? O Meros Mortais fica (tem ficado) completamente abandonado. Não gosto nada, nada disso. Então decidi mudar: vou passar a escrever na primeira pessoa, usando gírias e tudo o mais, ao invés de ter personagens. 
E se vocês não se identificarem, eu mato vocês. Tipo, sério. Eu juro que eu mato. Porque eu tenho um instinto assassino completamente louco. Mas esse não é o ponto do meu "mini-post-recado".
Outra coisa que eu quero pedir, pelo amor que vocês tem à internet, é que vocês sigam tanto o nosso twitter quanto a nossa página no facebook, e que façam perguntas no nosso formspring, porque a nossa situação está ficando vergonhosa. Podemos não ser o blog mais famoso do universo, mas pelamor, né, gente! Se vocês gostam daqui, participem das demais redes sociais.
E divulgem esse lugar. Sério, cara. Tinta e oito seguidores (vocês são lindos de paixão, a Li ama vocês todos do fundo do coração), apesar de um número maior do que esperávamos, é pouco para meses de blog.
Pode parecer apelação (e é mesmo), mas não adianta o pessoal só fingir que se importa. Então sigam, perguntem, divulgem e façam do MM a casa de vocês. Sintam-se livres para xingar Deus e o mundo, para pedir conselhos, para abrir o coração, para se declarar. Ninguém morde, não. E nenhuma de nós (eu e a Moon, claro) vai seguir vocês até a eternidade, porque somos estrupadoras lésbicas loucas por novinhas.
Enfim, acho que virou um desabafo maior do que deveria ser. Então façam o que eu mandei, aceitem a minha nova maneira de postar (e, se não aceitam, falem nos comentários) e, sei lá... Boa madrugada para vocês.

Sem amor, porque eu to muito revolts,
Li.

Um comentário:

  1. eu não ia te matar não, mas tá rs
    na verdade, Li, a essência pouco muda sendo primeira ou terceira pessoa, embora eu tenho uma tendência, ou paixão, mega louca por personagens rs

    ResponderExcluir