"Meros Mortais, porque fica 'MM' e eu me sinto sexy."

(E nós idiotas a 100 seguidores)
 
@mmortais | facebook
Aconteceu um tanto quanto rápido demais, não concordam? O crescimento do blog, queremos dizer. O "MM" que seria só um mini-diário e que não teria futuro, como nós, escritoras, pensávamos, agora é um blog relativamente grande, com uma importância definitivamente enorme nas nossas vidas, e que, quem diria?, acaba de completar seus cem primeiros seguidores em quase quatro meses de postagens. 
É estranho pensar que existem cem pessoinhas que leem, comentam e (mais importante) apertam o botão "seguir". Mas, de toda forma, é confortável saber que estamos expondo sentimentos e idéias para um grupo de pessoas que se importa pelo menos o mínimo com tudo isso, e, claro, com a gente.
O Meros Mortais é uma mistura de um bando de coisas, de um bando de histórias, de fantasias, de imaginação. É o que a gente quer que aconteça, o que acontece e o que nunca aconteceria. É um pouquinho de vida, se todo mundo analisar direito; pega a gente de surpresa.
Começamos com a infinidade do universo em uma tigela cheia de arroz, e não paramos mais: passamos por um jardim meio sem graça; um velho que notou que a vida passa muito rápido; uma mãe grávida que quer dar à sua filha a melhor vida possível; amigos que vão estar juntos por toda uma vida; ódio à nós mesmos e nossos tantos defeitos; meninos maus que também se magoam; corações partidos que um dia se cicatrizam; amor incondicional pelos nossos pais; namoradas que se apaixonam pelos melhores amigos dos namorados; azaradas que nunca conseguem conversar com o "amor de sua vida" pelo MSN; melhores amigos que cuidam um do outro mais do que cuidam de si mesmos; amigas que se afastaram; filhos que precisam ir embora; gordinhas orgulhosas; garotinhas que escrevem para Deus; irmãs mais novas que precisam de proteção; calouras; crônicas nunca terminadas de uma tal de "Dona Igualdade"; amores platônicos; momentos de bipolaridade e de insatisfação com o corpo; amor pelo mar; memórias de uma suicida; uma bêbada que cometeu erros divertidos de ler; macumbeiras que prometem devolver o seu amor em um curto período; nossa melhor amiga, mais conhecida como "ignorância"; pessoas que, independentes de sua opção sexual, merecem respeito e proteção; Peter Pan e suas mágicas; uma mãe que se preocupa demais com a opinião alheia; deus e rainhas que se misturam com a multidão. 
E tem o lance dos nomezinhos legais, se alguém reparou. Moonday Rain e Litch Weg são nosso esconderijo, protetor de nossa liberdade. Escrever é mais que uma arte, ou juntar palavras. Escrever é ter marcado na alma a vontade de validar seus sentimentos, organizando-os em palavras, espalhando-os por personagens, contando histórias. Nossas crônicas tem por único objetivo refletir o que sentimos, marcar um momento de nossa vida, imaginar se ajudou alguém que leu, se inspirou alguém que leu. E esse último objetivo é o porquê da existência do MM. Escrevemos sobre tudo e todos. 
E não; não somos mal amadas, não vivemos com setenta gatos, não sofremos bullying, não passamos o dia "xingando muito no twitter" e nem somos gordas (a Li não, pelo menos). A razão do anonimato não é nada com isto; não é vergonha de nossos rostos, nem de nossa vida. Não é uma máscara para nos mantermos seguras de críticas. É uma forma de preservarmos a liberdade de escrever sobre qualquer coisa, sem nos preocuparmos que a pessoa-alvo leia. Não queremos passar indiretas; aliás, é muito bom que as pessoas-alvo não leiam. 
Vocês, leitores, são testemunhas de sentimentos que não mostramos para ninguém (já podem se sentir importantes), então é por isto que há uma foto fake e um nome estrangeiro: para podermos escrever sem medo de quem vá ler nos julgar. Podem achar bobeira, podem dizer "mas ninguém que vocês conhecem lê!", mas nós lhes garantimos: nosso estilo e nossos textos seriam ameaçados se assinassemos com nossos nomes. Podem achar frescura mais até aqueles lordes escritores (que eu nem sequer chegarei a beijar os pés) tinham seus pseudônimos. 
O mais importante, porém, não é quem somos, não é o que escrevemos; é o reconhecimento que esse "troço" (carinhosamente chamado de Meros Mortais) tem tido. O carinho que nós temos recebido. E a motivação que tudo isso, somado, nos dá para continuar, e acreditar que vamos chegar em algum lugar fazendo o que mais amamos: escrever. 
Então, para finalizar, obrigada, queridos mortais, por toda a dedicação. Por perderem seu tempo valioso com outro texto, outra bobagem, outra invenção. E por fazerem desse lugar com um design estranho (que, nós prometemos, vai melhorar em breve) uma espécie de casa. Tanto para nós, quanto para vocês.


Desejando sempre que o número de visitas, seguidores e pessoas que nos amam se multiplique por dez, e com um carinho especial, 
Moon e Li. *-*

7 comentários:

  1. Que bom, parabéns pra vcs duas!! O importante é que vcs mantêm a qualidade com textos interessantes e instigantes. E anonimato foi minha opção quando comecei meu blog, pelo simples fato de querer escrever coisas que iam na contramão do que eu vivia. Hoje eu entendo todas as minhas contradições...
    Mas independente de saber se vcs se chamam Rebeca e Evelin ou Luísa e Márcia, independente disso, são mortais que tomaram para si o dever escrever pra mortais.E o fazem muito bem.
    .
    Mais uma vez, parabéns! E rumo aos 1000 agora, rs.

    ResponderExcluir
  2. e por falar em blog grande o meu antigo, rock n roll post que já tava começando a ter fama no exterior deu um grave problema no template e ficou dificil eu refazer sozinho, mas parabéns pelo crescimento do blog, enquanto eu to recomeçando com outro que tava guardado e mudei o nome e têm o mesmo objetivo do antigo

    http://hypernovarock.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Super legal! Que bom que o blog de vocês está crescendo, é tão gratificante quando a gente percebe isso, e melhor, "do nada"... espero que continuem crescendo. Desejo-lhes sucesso aqui com o blog, e acho que vocês terão mesmo, aqui é muito diferente, sabe?! as palavras que vocês usam, e muitas outras coisas... tenho que confessar que ri, quando fui seguir o blog e li "Mentalmente Perturbados" ao invés de "Seguidores"... hahaha
    Parabéns, vocês tem identidade própria, e que continuem assim.
    Beijos (:
    Bom fim de semana!!!

    http://refugiopcional.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Ola, ainda não escutei não. Mas agora que vc falou, estou curiosa pra escutar. heheh obgda.Ta D+ seu blog. bjs. Love Books

    ResponderExcluir
  5. Estou me sentindo tão gordo ultimamente. E mesmo assim as pessoas vivem dizendo que estou emagrecendo. Quando encontrei o Meros Mortais, fiquei realmente feliz, porque sabia que encontraria sempre coisas legais aqui e não me enganei. Gosto do estilo em que vocês escrevem, dos assuntos que abordam, da forma como abordam. Existem tantos blogs por ai com layouts lindos e sem conteúdo algum. Isso adianta alguma coisa? Esse é um blog que sigo e acompanho com gosto e me divirto muito.

    Quando comecei com o Mal Intencionado (naquele tempo era Garoto Mal Intencionado), eu assinava como Garoto Mal Intencionado, claro. Eu tinha outro blog, chamado Palavras Perversas, onde assinava como Jefferson Reis. Meu objetivo com o Garoto Mal Intencionado era uma espécie de "diário erótico". Sempre gostei de literatura erótica e iria me aprofundar nisso, mas ai não foi... Percebi que estava escrevendo apenas como Jefferson Reis (houve um tempo em que fui o Mister Neurotic, rawrr). Naquele tempo eu tinha certa liberdade para escrever sobre qualquer pessoa, hoje não. Gente que eu conheço acessa o blog e isso daria uns probleminhas. Então eu entendo perfeitamente o fato de usarem pseudônimos.

    Dia desse blog para minha sobrinha, sobre uma postagem específica e ela perguntou quem havia escrito, então respondi, foi a Moonday Rain e saiu tão naturalmente. Estou seguindo vocês no Twitter. Lá eu sou o @antidepressivos. Continuem escrevendo com força total!!!

    ResponderExcluir
  6. "Dia desse blog para minha sobrinha". O que eu quis dizer com isso?

    "Dia desses falei desse blog para minha sobrinha". RAWRR

    ResponderExcluir